TAGS

quarta-feira, 3 de agosto de 2022

Batuques de Pernambuco se apresentou no Dia do Maracatu

A participação do Batuques de Pernambuco no dia Estadual do Maracatu, foi especial para todos os batuqueiros e batuqueiras que tiveram esse privilégio.

Já durante a nossa concentração, no Largo do Amparo, os integrantes do Batuques de Pernambuco presentes, puderam testemunhar a passagem dos diversos grupos de Maracatu Nação que estavam na programação.

Iniciamos nosso cortejo pela Rua do Amparo, de forma cadenciada, aguardando o momento para entrar no clímax da festa.

Ao entrar na rua, em direção aos Quatro Cantos de Olinda, o Batuques de Pernambuco pode realizar a vibrante apresentação, para o público que assistia a festa.

Esse momento mágico e que contagiou e emocionou a todos. Naquele instante pudemos ter certeza da importância dessa  integração entre todos os grupos que fazem, do maracatu de baque virado, a sua arte e a cultura do Estado de Pernambuco.

A festa lavou a nossa alma e refletiu a importância dessa união entre os grupos percussivos e os maracatus nação, visando fortalecer a luta pela aprovação, do Projeto de Lei nº 397/2019, que institui o Dia Nacional do Maracatu, que se encontra em tramitação no Senado Federal.

Agradecemos o convite da Associação de Maracatus de Olinda - AMO, que nos convidou e abriu o espaço para a apresentação do Batuques de Pernambuco na festa.

Viva do dia 01 de agosto
Salve a memória de Luiz França do Leão Coroado
Viva o Dia do Maracatu
Salve todas as Nações de Maracatu
Viva o Batuques de Pernambuco!











Imagens: Fernando Azevedo, Lorena Albuquerque e Daruê Fotografia

sexta-feira, 29 de julho de 2022

Batuques de Pernambuco no Dia do Maracatu



Na próxima segunda, o Batuques de Pernambuco foi convidado oficialmente, para participar do Dia Estadual do Maracatu que acontece no dia 01 de agosto de 2022, na cidade de Olinda-PE. 

A concentração do evento, terá inicio, à partir das 19 horas no Largo do Amparo e em seguida os grupos e nações de Maracatu seguirão em cortejo até os Quatro Cantos de Olinda.

O evento, que é organizado pela Associação de Maracatus de Olinda - AMO, contará com a presença do Maracatu Nação Leão CoroadoMaracatu Nação Maracambuco, Maracatu Nação Estrela de OlindaMaracatu Nação de LuandaMaracatu Nação PernambucoMaracatu Nação Camaleão, Maracatu Batuques de Pernambuco e Grupo Percussivo Batadoni.

A data faz alusão ao dia do nascimento de Luiz França que comandou, durante 40 anos, o Maracatu Nação Leão Coroado com 157 anos de existência.

Instituída no Estado de Pernambuco através da Lei nº 11.506, de 22 de Dezembro, de 1997, justamente no ano da falecimento do mestre Luiz França, o Dia do Maracatu é um marco de resistência da cultura dos povos oriundos da África.

O site da Prefeitura de Olinda, Jornal Diário de Pernambuco  e o Jornal do Comércio publicaram uma noticia sobre o evento, que promete agitar a cidade na segunda feira.

Projeto de Lei no Senado Federal

De acordo com o site do Senado Federal, encontra-se a pronto para a deliberação do plenário, o Projeto de Lei nº 397/2019 que pretende instituir o 1º de agosto, como Dia Nacional do Maracatu. A proposição é de autoria da então deputada Luciana Santos (PCdoB-PE), atual vice-governadora de Pernambuco. 

De acordo com a autora do projeto, “atualmente existem grupos percussivos que trabalham com elementos da cultura do maracatu em quase todos os estados brasileiros e em diversos países, como Canadá, Inglaterra, França, Estados Unidos, Japão, Escócia, Alemanha, Espanha, entre outros”, afirma Luciana Santos na justificação do projeto. 

Segundo a autora, o maracatu rural ocorre durante as comemorações do Carnaval e no período da Páscoa, unindo dança, música e poesia, e tem como personagem central o caboclo de lança. 

Já o maracatu nação, concentrado nas comunidades de bairros periféricos da Região Metropolitana do Recife, traz um conjunto musical percussivo e um cortejo real, evocando as coroações de reis e rainhas do Congo africano. 

Portanto, fortalecer o Dia Estadual do Maracatu é dar voz ao processo de reconhecimento do Maracatu como data nacional a ser celebrada, em todos as unidades da Federação e Países, em que o Maracatu vive. 

Seja como Nação, Grupo Percussivo ou Maracatu Rural.

DIA ESTADUAL DO MARACATU
Data: 1 de agosto  - segunda feira
Concentração: 19 horas
Local: Largo do Amparo 
Olinda-PE

terça-feira, 26 de julho de 2022

Batuques de Pernambuco em Garanhuns



Os batuqueiros e batuqueiras do Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco, fizeram desse último domingo (24/07), um dia maravilhoso.

Nosso cortejo foi muito especial e todos mandaram boas vibrações e muita energia para quem assistiu e acompanhou nossa apresentação no 30º Festival de Inverno de Garanhuns

Durante todo o trajeto de 520 metros pela Avenida Santo Antônio até o Marco Zero, o Batuques de Pernambuco mostrou a diversidade dos nossos batuques, a partir das variações rítmicas percussivas. 

Como um mosaico, colorido e de azul vibrante, os fragmentos de peças pequenas, com diferentes pessoas e instrumentos, construíram uma linda obra de arte percussiva e de rua. 

Cada um, que faz parte desse grande mosaico azul, denominado Batuques de Pernambuco, brilhou e encantou a cidade. 

Obrigado pelo acolhimento Garanhuns!!!!













quarta-feira, 20 de julho de 2022

Batuques de Pernambuco no FIG


O Batuques de Pernambuco, nesse próximo domingo, subirá a serra em direção ao planalto da Borborema, rumo à cidade de Garanhuns, para visitar e realizar um cortejo dentro do 30º Festival de Inverno de Garanhuns

A previsão de nosso cortejo será às 11 horas da manhã e percorrerá algumas ruas em que acontece o FIG, visando mostrar nosso ritmo e a arte percussiva de rua, interagindo com os participantes do evento. 

Então se liga na agenda e se estiver em Garanhuns, venha se divertir conosco. 

BATUQUES NO FIG 
Dia: 24 de julho (dom)
Horário Previsto: 11 horas 
Local: Matriz de Santo Antônio 
Garanhuns-PE

segunda-feira, 18 de julho de 2022

2º Batuques no Carmo - 17 de julho de 2022

Confira como foi o clima do ensaio do Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco no projeto Batuques no Carmo, realizado nesse último domingo, na Praça do Carmo em Olinda-PE.

A atividade foi uma preparação para nossa participação no 30º Festival de Inverno de Garanhuns no dia 24 de julho de 2022.

O Batuques vai subir a serra!

terça-feira, 12 de julho de 2022

Batuques no Carmo: O retorno!

O Batuques de Pernambuco promove a segunda edição do projeto Batuques no Carmo, evento que consolida nosso retorno, ao tradicional espaço de ensaio em Olinda. 

A primeira edição, realizada no dia 03 de julho, foi muito especial com a presença de veteranos e novatos que interagiram e fizeram de nossa tocada, um retorno em alto estilo.

Até a chuva, que ameaçava cair forte, deu uma trégua e só deu o ar da graça,  após o nosso ensaio, e um gostinho de que lavamos nossa alma.

O dia 17 de julho promete não ser diferente e esperamos um número ainda maior de batuqueiros e batuqueiras para fortalecer nossa viagem e apresentação com a tocada e cortejo no 30º Festival de Inverno de Garanunhus (FIG)

Convidamos os amigos, admiradores e batuqueiros e batuqueiras a acompanhar o nosso ensaio no dia 17 de julho de 2022, na cidade de Olinda. 

BATUQUES NO CARMO 
Dia: 17/07 (Dom)
Horário: 15h 
Local: Praça do Carmo 
Olinda-PE 
(Espaço em frente a escadaria da Igreja)

quinta-feira, 7 de julho de 2022

Encerrada as inscrições para as Oficinas Experimentais




A Coordenação do Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco informa que estão Encerradas as inscrições para as Oficinas Experimentais de 2022.

Agradecemos a todos que se inscreveram nas oficinas. Informamos ainda que em agosto serão abertas as Oficinas Percussivas do Batuques de Pernambuco.

Aguardem em nosso site!!!!

terça-feira, 5 de julho de 2022

Batuques de Pernambuco em artigo científico.

Não é de hoje que pesquisadores se debruçam em estudar o Maracatu e as suas representações e significados. De acordo com Guillen (2013) "historiadores, cronistas e memorialistas do final do século XIX e início do século XX, imersos nos problemas que pautaram o pós abolição, buscaram descrever e definir as práticas e costumes de negros e negras que faziam os maracatu nação."

O estudo sobre o Maracatu é objeto de trabalhos de graduação, especializações e programas de pós graduação e resultam em trabalhos de conclusão de cursos de graduação, dissertações, teses e livros sobre o tema, com as mais variadas abordagens. Seja no campo da história, sociologia, antropologia, educação, música, etnomusicologia dentre outros.

Foi nos Anais do VI Encontro de Associação Brasileira de Etnomusicologia - VI ENABET, realizado em 2013 no campus da Universidade Federal da Paraíba - UFPB, que encontramos um artigo em que o Batuques de Pernambuco foi um dos objetos de pesquisa. 

O pesquisador Frederico Lyra de Carvalho em seu artigo "Controvérsias sobre práticas e transformações musicais: concepções de tradição no maracatu pernambucano" – Grupos de Percussão de Maracatu" teve como objetivo "investigar o funcionamento e origem dos grupos de percussão de maracatu encontrados na cidade do Recife e de Olinda e as relações destes com as nações de maracatu e com a sociedade. Problematizando quais as origens destes grupos de percussão, quem são os seus criadores e como se dá o funcionamento, a sua profissionalização. 

 De acordo com Carvalho (2013, p. 196) "foram entrevistados diretores dos seguintes grupos: Corpos Percussivos, A Cabra Alada, Várzea do Capibaribe, Baque das Ondas, Quebra-Baque, Maracatu Batuques de Pernambuco, Percussionistas do CAP (Colégio de Aplicação), Quizumba de Banzé, Paranambuca, Afojubá Batuque, Maracambuco, Batucarte. Todas as entrevistas foram realizadas com base em um roteiro de assuntos a serem abordados, não havendo perguntas especificas à serem respondidas. Além destas tivemos uma conversa, sem registro, com o diretor da nação de maracatu Aurora Africana." 

Segue o trecho no qual o Batuques de Pernambuco figura no artigo: 

"A partir dos anos 90 o maracatu passou a fazer parte ativamente da "cena musical" profissional da cidade do Recife. O movimento Manguebeat por ― Chico Science e Nação Zumbi e ― Fred 04 e Mundo Livre S/A e, anteriormente, a criação do grupo Nação Pernambuco, citados em fontes bibliográficas e nas entrevistas, foram marcos para esta mudança. 

O diretor da Cabra Alada, ex-integrante do Nação Pernambuco, cita Chico Science como impulsor do maracatu. Os diretores do Paranambuca e Batuques de Pernambuco, relatam que suas duas maiores influências são Chico Science e o Nação Pernambuco.(...)" 

Para ler todo o artigo de Frederico Lyra Caralho, que está disponível na internet, basta acessar o link dos Anais do VI Encontro de Associação Brasileira, a partir da página 195. 

Vale a pena dar uma conferida no que o autor escreve sobre o tema. 

Fontes: 

CARVALHO, Frederico L. "Controvérsias sobre práticas e transformações musicais: concepções de tradição no maracatu pernambucano" – Grupos de Percussão de Maracatu, Anais do VI Encontro Nacional da Associação Brasileira de Etnomusicologia, 27-31 maio, 2013, João Pessoa, Paraíba (org) Carlos Sandroni e Alice Lumi Satomi.

GUILLEN, Isabel C. M. Inventário Cultural dos Maracatus Nação - Ed. Universtária UFPE, 2013, Recife, Pernambuco;

Site: https://www.abet.mus.br/download/AnaisVI_ENABET2013.pdf

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Batuques no Carmo

O Batuques de Pernambuco se alegra em informar que estamos lançando o Batuques no Carmo, evento que marca o nosso retorno oficial, ao nosso tradicional espaço de ensaio em Olinda. 

Nosso grupo passou dois anos longe da Praça do Carmo em função da Pandemia da COVID-19, realizando os ensaios em um espaço fechado, mas com muita vontade de retornar à praça. 

Através do Batuques no Carmo a espera  promete se encerrar com muito maracatu, côco, baque solto, baque virado, dentre outros ritmos do nosso grupo. 

Iniciaremos uma série de ensaios abertos, para a nossa tocada e cortejo no 30º Festival de Inverno de Garanunhus (FIG)

Convidamos os amigos, admiradores e batuqueiros e batuqueiras a acompanhar o nosso ensaio no dia 03 de julho de 2022, na cidade de Olinda. 

BATUQUES NO CARMO 
Dia: 03/07 (Dom)
Horário: 15h 
Local: Praça do Carmo 
Olinda-PE 
(Espaço em frente a escadaria da Igreja)

domingo, 19 de junho de 2022

Batuques de Pernambuco participa do Olinda Aberta

O Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco, participou da primeira versão da Olinda Aberta, evento realizado no dia 14 de maio de 2022, na versão beta.

O evento conta com variadas ações culturais e de entretenimento espalhados em quatro ruas da cidade, e que foi realizada pela Olinda Aberta e pela Olinda Creative Community Action - OCCA e com o apoio da Prefeitura Municipal de Olinda e patrocínio da Uninassau. 

O Batuques de Pernambuco participou do evento, em parceria com a Olinda Conveniência e Bebidas, que se localiza na Rua 13 de Maio, nº 03 no Carmo, agregando percussão através de nossa apresentação e que saiu em cortejo pelas ladeiras de Olinda. 

O clima do evento foi muito especial, basta conferir no filme que foi produzido pelos organizadores do evento. 


 

quinta-feira, 16 de junho de 2022

Batuques de Pernambuco realiza excursão para o 30º FIG



O Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco já agendou sua excursão para o 30º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) em julho desse ano. 

Nossa excursão prevê, a viagem ida pela manhã para Garanhuns-PE em um ônibus de turismo, a realização de um Cortejo Percussivo do Batuques de Pernambuco pelas ruas do FIG e o retorno será realizado no final do dia, para Recife e Olinda. 

Data da Viagem: 
24/07 (Domingo)
 
Valor da Excursão: 
R$ 75,00 por pessoa 

Pontos e horários do embarque: 
Praça 12 de Maio - Carmo - Olinda (07:00) 
Praça do Derby    - Derby  - Recife  (07:30) 

Reservas e maiores informações: 
(81) 99599-2812

quinta-feira, 9 de junho de 2022

Batuques de Pernambuco faz doação à Prefeitura de Olinda

O Arraiá do Batuques, realizado no dia 05 de junho de 2022, foi marcado por espaço de alegria, comidas típicas, feijoada e muito forró.

Mas, além desses elementos, foi um evento que agregou a solidariedade, responsabilidade social e contribuição com as famílias atingidas pelas chuvas em Pernambuco. 

Os batuqueiros e batuqueiras que participaram da festa, contribuíram com a nossa campanha de arrecadação de materiais de limpeza, higiene e alimentos não perecíveis.

Felizmente tivemos uma quantidade importante de doações que foram entregues na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnologia da Prefeitura Municipal de Olinda que funciona na sede da Biblioteca Pública de Olinda. 


O município conta com quatro pontos de arrecadação.

Na segunda feira, dia 06 de junho de 2022, o Coordenador do Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco, Guilherme Montarroyos, esteve na sede da SEDETI no bairro do Carmo e entregou todas as doações para os servidores da Prefeitura de Olinda.

Vejam as imagens no momento da doação:





















Agradecemos a todos, que fizeram desse Arraiá, um evento mais feliz para diversas famílias que estão passando por momentos difíceis.

terça-feira, 24 de maio de 2022

Arraiá do Batuques




O Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco, vai realizar o seu primeiro Arraiá do Batuques em Olinda-PE no próximo dia 05 de junho.

O ingresso dará direito a uma feijoada, comidas típicas juninas, além de som com o DJ Guiga e a apresentação  do Trio Forró Afrorabecado.

A festa vai ter início as 11 horas da manhã em uma casa com piscina, para quem quiser dar um mergulho refrescante e vai até as 18 horas. 

Os inscritos na festa, deverão trazer sua bebida. Estaremos disponibilizando isopores com gelo, para deixar a temperatura, das bebidas, no grau.

Será um evento para celebrar os festejos juninos e a nossa preparação para as atividades percussivas de 2022/2023.

Vem forrozar com a gente!!!

Para se inscrever basta CLICAR AQUI

quinta-feira, 5 de maio de 2022

Estamos na Wikipedia

O dia 4 de maio de 2022 é marcado pela publicação do artigo do Batuques de Pernambuco na maior enciclopédia colaborativa do planeta: A Wikipédia.

A Wikipédia foi criada com o propósito de reunir todo o conhecimento humano e partilhá-lo de forma livre e aberta para todo o mundo, chegando a todos os que queiram aprender e ajudar a compartilhar mais conhecimento. É um projeto de enciclopédia multilíngue, de licença livre, baseado na web e escrito de maneira colaborativa.

O projeto encontra-se sob administração da Fundação Wikimedia, uma organização sem fins lucrativos, cuja missão é "empoderar e engajar pessoas pelo mundo para coletar e desenvolver conteúdo educacional para disseminá-lo efetivamente e globalmente". 

São 58 milhões de artigos, sendo esses 1.091.126 em lingua portuguesa encontrados na Wikipédia e escritos de forma conjunta por diversos voluntários ao redor do mundo.

A concepção de incluir o Batuques de Pernambuco, na Wikipédia, teve por objetivo incluir as informações de nossas atividades culturais, linkando com as informações de Pernambuco e do carnaval de nosso estado. 

Nossa primeira colaboração, foi no ano  de 2021, com a inclusão do Batuques de Pernambuco como um dos diversos grupos, que estão listados na página Carnaval de Olinda, na Wikipédia, além de visar a criação de um futuro artigo específico sobre o Batuques.

Foram meses coletando referências de artigos jornalísticos, que retratassem e comprovassem as atividades de nosso grupo. Realizamos uma imersão nos códigos fonte da enciclopédia, bem como na forma de estruturar o texto, desvendando o padrão que a Wikipédia exige para os artigos publicados.

Fomos desenvolvendo o artigo de forma cuidadosa, no espaço de testes que a Wikipédia oferece, para  visualizar como a formatação se comportaria, se o nosso artigo seria contestado pelas equipes de vigilantes da enciclopédia, mas sobretudo, construir paulatinamente as informações essenciais..

Nossa maior surpresa, foi encontrar fotos do Batuques de Pernambuco na Wikimédia Commons e incluir a imagem do fotógrafo Passarinho da Prefeitura de Olinda, no artigo, que registrou, publicou e compartilhou a nossa passagem na terça feira do Carnaval de 2006. Não é por acaso, que essas imagens sempre são indexadas pelo buscador do Google. 

Enfim, criamos coragem, respiramos fundo e adicionamos o artigo, contribuindo com um fragmento de informação na Wikipédia com informações sobre o Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco.

Mas nossa colaboração pode ser maior ainda. Existe a possibilidade de contribuir com essas informações em outras línguas (inglês, espanhol, francês, etc...) para que o Batuques possa estar falando com o mundo.

Além é claro, do Projeto Carnaval que é direcionado a editores interessados em contribuir com artigos sobre carnaval para a Wikipédia. Tem como objetivo melhorar os artigos sobre carnavais do mundo todo.

Aproveitamos para incluir em nossa página, um campo de pesquisa da Wikipédia, dentro de nosso espaço virtual, visando oferecer aos visitantes a pesquisa dentro dessa enciclopédia colaborativa. Experimentem navegar pelo vasto conhecimento mundial.

quinta-feira, 3 de março de 2022

Batuques de Pernambuco no Programa Que Arretado!

O Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco fez uma participação no Programa Que Arretado, da TV Guararapes e que está disponível no YouTube.

Tivemos a visita muito especial de Amanda Maga e Wendy Hazin que resolveram matar as saudades do carnaval e aprender a tocar alguns dos instrumentos do baque virado do Batuques de Pernambuco.

Agradecemos a toda a equipe da TV Guararapes por realizar uma filmagem divertida e agradável para todas as batuqueiras e batuqueiros que participaram da reportagem.

Contamos com Maga e Wendy no próximo carnaval em 2023.

Ficha técnica - Que Arretado - TV Guararapes
Transmitido ao vivo em 2 de março de 2022
Produção: Laura Ithamar
Imagens: Orlando Brito
Edição de Imagens Thayana Silva
Edição de Texto: Juliana Galvão


sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

Abertura do Carnaval Imaginário: Uma sensação de ansiedade no ar

TEXTO DE RENATO MOTTA

A sexta feira de carnaval hoje, para as batuqueiras e batuqueiros do Batuques de Pernambuco, sempre representou o clímax da tensão, mas sobretudo, o de querer fazer bonito na nossa primeira apresentação, nessa abertura imaginária do carnaval no Recife Antigo. 

De que algo mágico e especial ocorreria nessa noite de 25 de fevereiro de 2022.

Recife e Olinda também já acordariam diferentes hoje, vias interrompidas, jornalistas cobrindo todas as informações das mudanças e acessos para a noite de abertura do Carnaval. 

Estaríamos respirando, como um fog londrino, a densidade da expectativa para a abertura da folia carnavalesca. 

Turistas chegando de todas as partes do mundo para experimentar, no solo de Pernambuco, a maior festa popular a céu aberto, com aquele galo imponente na Avenida Guararapes.

O simples abrir os olhos na sexta feira e sair para o trabalho cedo, era compartilhado com as preocupações do dia mas sobretudo na grandiosidade da noite. 

Desde cedo, pensar naqueles ajustes finais do figurino, apertar aqui e acolá para deixar tudo lindo e brilhando. 

Era dia de maquinar a hora de sair do trabalho, para chegar em casa, se arrumar e partir para o Recife Antigo. 

Nem que fosse a pé, mas hoje seria dia de tocar, o que ensaiamos durante quase cinco meses, de forma exaustiva em Olinda, desde setembro nas oficinas experimentais em Jardim Fragoso.

Para os coordenadores, era dia de ligar para a empresa de ônibus e verificar se estava tudo certo para a saída de Olinda rumo à Rua da Moeda, receber ligações dizendo que esqueceram talabarte, se poderiam levar a Alfaia da sede do Batuques, no ônibus para Recife. 

Mas é para chegar que horas na Rua da Moeda? Que horas sai o ônibus? Depois da tocada, quem vai ficar um pouco lá no antigo? Alguém vai levar o Axé Yô? Essas perguntas já estariam inundando o grupo de mensagens instantâneas nos celulares do Batuques de Pernambuco. Dezenove horas na Rua da Moeda, essa era principal mensagem.

E a movimentação daquela multidão transforma o percurso de quinhentos metros, em uma maratona com mais de cinquenta quilômetros. De sorte, conseguir estacionar o carro, sem ter que gastar uma fortuna de estacionamento, ou ver  angustia de ficar dentro de um coletivo, no infindável engarrafamento de todas as vias para o Recife Antigo.

No horário marcado, os batuqueiros começariam a aparecer no cruzamento da Rua Mariz e Barros com a Moeda. A cidade do Recife já estaria toda enfeitada, brilhando e os bares dos arredores já cheios, a concentração começando a aquecer os corações: - Cadê Guilherme e o ônibus de Olinda? Vai sair que horas? - Teve uma barreira e eles não conseguiram passar, estão vindo a pé, desde o prédio da Prefeitura. 

E com todos já presentes, os três silvos do apito, era o chamados para a formação no meio da rua de paralelepípedos, sobre o olhar atento da estátua de Chico Science. 

Antes da primeira batida da baqueta no couro esticado das alfaias. A tensão estava no ar!!! Batuqueiros  ou batuqueiras dando o seu último gole na cerveja gelada, a última bicada no Axé, antes de iniciar o trajeto pelo Recife Antigo.

BORA BATUUUUUQUEEEEESSSSSSS!! SEQUENCIA NAÇÃO!!! PRIIIIIIIIIIIIIIIIII PRIIIIIIIIIIIIII, PRIIIIIIIIII PRIIIIIIIIIIIIIII

As batidas iniciais das Alfaias, Caixas, Agbê, Gonguê e Atabaques causariam um inusitado arrepio nos braços dos batuqueiros. Se olhássemos com mais atenção, até veríamos algumas lágrimas escoarem pelos olhos de alguém. 

O público em volta, reagiria a nossa onda do Maracatu e estariam em êxtase, pulando conosco. Fogos de artifício pipocando no Recife Antigo, de forma a coincidir o nosso cortejo, com a abertura do Carnaval 2022.

E dessa forma, o Batuques de Pernambuco começaria a percorrer a cidade, mostrando a arte e a cultura percussiva, feita na Praça de Olinda, para dentro do Recife Antigo. Duas cidades conectadas, vibrando e pulsando o Carnaval de 2022.

Mas hoje, haverá silêncio, ruas estarão vazias, não terá o Galo imponente na Av Guararapes e uma pandemia que insiste em não permitir a explosão do ritmo, alegria, diversidade, multicultural, denominado Carnaval de Pernambuco

O que fica hoje, é simplesmente o imenso vazio no peito, condensado em apenas uma palavra: Saudades.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022

Encerrando nosso ciclo: Que Arretado e Ensaio com Fantasias


O Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco, encerrou o seu ciclo de 2021/2022 nesse agitado fim de semana, no bairro de Jardim Fragoso em Olinda-PE com duas atividades intensas.

No sábado, recebemos a visita de Amanda Maga e Wendy Hazin para uma participação muito especial do Batuques de Pernambuco no programa Que Arretado da TV Guararapes

Agradecemos a equipe de produção que entrou em contato conosco, proporcionando momentos muito especiais.

Confira abaixo as imagens com a Maga e Hazin e o Batuques!

A gravação foi especial

Amanda Maga e Wendy Hazin com o Batuques de Pernambuco

O Batuques de Pernambuco aguardando para a gravação

Amanda Maga e Wendy Hazin com o Coordenador do Batuques de Pernambuco Guilherme Montarroyos

Já no domingo, o Batuques de Pernambuco realizou seu tradicional ensaio com fantasias e o encerramento das Oficinas Percussivas de 2021/2022 com todos fantasiados e celebrando mais um ano juntos. 










 









Agradecemos a família Luna, em especial Elizabeth e Aline, que proporcionaram a realização de nossas atividades percussivas, nesses anos em que estivemos isolados pela pandemia e não pudemos realizar os nossos ensaios na Praça do Carmo.

Que possamos nos reencontrar para o próximo ciclo de ensaios e percussão, quando o Batuques de Pernambuco completará 19 anos de existência em 2023. 

Todos vocês fazem parte da história do Batuques de Pernambuco