TAGS

sábado, 12 de novembro de 2022

20 de novembro - Dia da Consciência Negra

O dia 20 de novembro, data que se celebra o Dia da Consciência Negra, foi instituído pela Lei Nº 12.519/2011.

A data foi adotada em função da morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares que ficava na Serra da Barriga, na província de Pernambuco, e que hoje pertence ao Estado de Alagoas.

O Maracatu representa o legado de nossos antepassados, dessa cultura negra que resistiu ao tempo, e que representa resistência, identidade e patrimônio cultural imaterial de Pernambuco. 

Quando o Batuques de Pernambuco inicia a sua Sequencia Nação, executa uma reverência a esse legado, misturando distintos toques, cada um com uma representatividade distinta. 

A Luanda é uma referência à capital de Angola e que também foi colônia de Portugal, conquistando sua independência somente em 1975. A partir do século XVII foram trazidos à força e escravizados para trabalhar nos engenhos de cana de açúcar no Brasil.

O Malê, faz referência aos africanos que pertenciam às etnias 'hauça', 'nagô', 'tapa' e 'jeje'; originários do golfo de Benin. que tinham o islamismo como religião, oriundos de diversas etnias e tribos e que também foram trazidos ao Brasil.

O dia da Consciência Negra, deve ser celebrado, em todo o território nacional, como um marco de luta e resistência e de conquistas. 

O Batuques de Pernambuco fará uma celebração especial, no próximo domingo dia 20 de novembro de 2022, em nosso Batuque no Carmo (que engloba o nossa Oficina Percussiva e o Ensaio para o Carnaval 2023).

"Quem cede a vez não quer vitória
Somos herança da memória
Temos a cor da noite
Filhos de todo açoite
Fato real de nossa história"
(Jorge Aragão - Identidade)

Salve Zumbi dos Palmares!
Sua luta e sua resistência!
Sua memória e sua história!!!
Salve o Dia da Consciência Negra!
Salve o Maracatu e sua identidade!
Salve o Batuques de Pernambuco!


Nenhum comentário:

Postar um comentário