quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Quarta feira de cinzas, de um carnaval virtual

Imagem de Fernando Azevedo - fevereiro de 2020

Repara bem a imagem acima do Grupo Percussivo Batuques de Pernambuco, bem em frente da escadaria, na Praça do Carmo.

Ela registra o momento de encerramento do cortejo de nosso grupo, por Olinda e de um sol intenso irradiando seu facho de luz branca, refletindo todas as variações coloridas desse momento. 

O figurino dos batuqueiros é a personificação alegórica dos caboclos de lança, do Maracatu Piaba de Ouro da Cidade Tabajara.

É uma clara referência icônica ao nosso homenageado, Mestre Maciel Salú e da devoção da família Salustiano a esse patrimônio imaterial de Pernambuco, o Maracatu Rural.

No centro da imagem identificamos os viradores das alfaias agachados, fazendo a terra tremer no solo frenético, revirando a terra em seu ritmo único, o Maracatu

O restante do grupo, marca o ritmo com as baquetas no alto, reverenciando nosso trabalho, dedicação e horas de ensaios e ajustes.

Esse momento é especial, mágico e de comunhão do nosso grupo, conduzida por esse som contagiante. O som da imagem, marca e registra o fim do ciclo carnavalesco e renova as vontades e desejos de fazer o próximo carnaval no Batuques de Pernambuco

A imagem vibra com todo o colorido e os movimentos dessa festa gigante, democrática e popular, que conflui todos os dias de dedicação, em todos os nossos ensaios, todos os cortejos das prévias carnavalescas e dos sonhos, mas principalmente, da nossa alegria.

Mas quis o destino que 2021 fosse diferente.

Que ele fosse cinzento e vazio, de pura melancolia, com as ruas desertas, de um cotidiano silencioso no sítio histórico da Marim dos Caetés. 

Um Carnaval que estava em nossa ilusão e que "acabousse", sem nem começar, nesta quarta feira de cinzas de um carnaval virtual que a gente nem sentiu direito. 

As ladeiras vazias de Olinda trouxe a melancolia e rompeu os dezesseis anos ininterruptos de nossa brincadeira, mas era para ser assim, face a gravidade da COVID 19 no Brasil.

Mas não se avexe não!  
Que 2022 o Batuques de Pernambuco completará seus 18 anos! 

Esperamos que no próximo ano nosso carnaval seja real, presente, vivo, alegre, repleto, intenso, de novos rumos, novos sonhos e esperanças! 

Comemoraremos a "maioridade" do Batuques de Pernambuco, nas ruas de Olinda. Em um carnaval que promete ser duplamente celebrado, como é a celebração da vida!

Simboooraaaa Batuqueeeeessssss!!!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário